Aulas de Física e Química

Laboratório de Química III

A Massa dos Átomos

O átomo é constituído por protões, neutrões e electrões. Destas partículas, a massa dos protões e dos neutrões é semelhante, enquanto a massa de um electrão é bastante mais baixa do que a massa do protão e do neutrão:

- Massa do protão = 0,000 000 000 000 000 000 000 000 00166057 Kg (1,66057x10-27 Kg)

- Massa do neutrão = 0,000 000 000 000 000 000 000 000 00166057 Kg (1,66057x10-27 Kg)

- Massa do Electrão = 0,000 000 000 000 000 000 000 000 000 0009109 Kg (9,109x10-31 Kg)

Sendo a massa do electrão tão pequena quando comparada com a do protão e do neutrão, conclui-se que a massa do átomo está concentrada sobretudo no seu núcleo.

PUB

A Massa Atómica Relativa (Ar)

A massa de um determinado átomo pode ser calculada somando a massa das diferentes partículas que o constituem, protões, neutrões e electrões. Como o valor calculado é sempre muito pequeno e por isso nada prático para trabalhar, estabelece-se a massa dos átomos por comparação com um determinado padrão. A essa massa estabelecida por comparação com o padrão dá-se o nome de Massa Atómica Relativa (Ar). O padrão utilizado para estabelecer por comparação a massa dos átomos é 1/12 do átomo de Carbono-12.


O Carbono - 12 é um átomo de Carbono com 12 partículas no núcleo, 6 protões e 6 neutrões. "Divide-se" este átomo em 12 partes iguais e será a massa de uma dessas partes o padrão estabelecido. Por exemplo a Massa Atómica Relativa do átomo de Oxigénio é aproximadamente 16 (Ar (O) = 16), logo isso significa que a massa de um átomo de Oxigénio é, em média, 16 vezes superior à massa do padrão utilizado (1/12 do átomo de Carbono - 12).




Professor Nuno Machado Ciências Físico-Químicas Hit Counter by Digits